Campeã da IBJJF Talita Alencar planeja ‘foder alguém’ no caminho rápido para o UFC começando com Titan FC 70

A multi-campeã mundial de jiu-jitsu Talita Alencar passou os últimos dois anos em transição para o mundo das artes marciais mistas enquanto se prepara para sua estreia profissional neste fim de semana.

Alencar encara Staci Vega no peso palha do card principal do Titan FC 70. O evento acontece nesta sexta-feira no Intercontinental Hotel em Miami e é transmitido pelo UFC Fight Pass.

Estrela do American Combat Gym sob a tutela do veterano do UFC Charles McCarthy, Alencar agora está pronta para mostrar ao mundo do que é feito dentro do cage.

“Acho que se você assistiu minhas lutas de jiu-jitsu, pode ver que tenho um estilo muito agressivo que se encaixa perfeitamente no MMA”, disse Alencar ao MMA Fighting ao aparecer no Que diabos. “As pessoas olhavam para mim e diziam: ‘Por que você não faz MMA’, e eu nunca me senti confortável fazendo isso sabendo que era um grande passo. Eu disse a mim mesmo que se um dia decidisse fazer MMA, seria quando eu tivesse um grande time [behind me] e foi perfeito porque conheci Charles McCarthy e ele me apresentou ao mundo do MMA.

“Foi o ajuste perfeito para mim e tenho a melhor equipe, eles me apoiam, e por isso decidi fazer minha estreia profissional. [prepare for] MMA há quase dois anos.

Trabalhar com treinadores e lutadores como McCarthy, além do peso pena do UFC Charles Rosa, levou a confiança de Alencar a novos níveis. Apesar de ter demorado um pouco, o Campeão Mundial da IBJJF se sente confortável em todo o espectro do MMA.

“Foi uma grande mudança”, disse Alencar. “Foi um pouco esmagador, mas agora faz mais sentido. Conhecendo meu estilo, todo mundo vai esperar que eu só faça jiu-jitsu e wrestling, mas também estou preparado para box e wrestling. kickboxer. estou indo muito bem com meu kickboxing e estou melhorando a cada dia. Mal posso esperar para estar na gaiola. É a mesma sensação quando piso nela [the mat] para a final de um título mundial [tournament].”

É certo que a parte mais difícil de sua transição foi sentir como era levar um soco na cara. Quando isso aconteceu pela primeira vez, não só não a incomodou, mas reforçou seu lado combativo já agressivo.

Acrescente o fato de que agora ela pode infligir lesões físicas com sua trocação, Alencar espera que ela possa saciar sua sede de violência na noite de sexta-feira.

“Quando você é um lutador, você é pago para machucar as pessoas”, disse Alencar. “Há lutadores que são humildes assim, mas eu não. Vou entrar na jaula para foder alguém. A sensação de foder alguém é incrível.

“Então, estou muito empolgado por ser atingido, poder defender, mas também poder dar meus socos, porque sei que eles vão acertar e vai ser uma sensação incrível. Eu sei que posso terminar o lutar o mais rápido que puder.

Alencar enfrentará Vega, lutadora de Wyoming que busca sua primeira vitória profissional em três tentativas. A lutadora de 33 anos fez sua estreia amadora em 2009 em uma derrota para a ex-desafiante ao título do UFC Raquel Pennington. Mais recentemente, Vega empatou em um evento da Sparta Combat League em novembro de 2019.

Embora não haja muitas imagens de Vega, Alencar viu tudo o que precisa para sentir que terá vantagem em sua estreia profissional.

“A primeira coisa que fiz quando ela aceitou a luta e assinou o contrato foi estudar”, explicou Alencar. “A última luta dela que assisti foi há seis anos, mas isso não importa muito para mim. [turned her YouTube] privado para que não pudéssemos estudá-lo [more recent fights]. Eu só preciso saber o que vou fazer e focar no meu jogo, mas estar ciente de suas vantagens. Ela tem mais experiência no MMA e eu vi que ela gosta de fazer guarda, então se ela quiser fazer isso, ou boxe e kickboxing, eu vou estar lá e pressioná-la.

“Se ela for para o chão, minha pressão é ótima, meu ground and pound é ótimo, então estou pronto para todas as situações que possam surgir.”

Quanto à previsão de luta, Alencar não espera que Vega saia do segundo round. Idealmente, a pista rápida é exatamente o que Alencar espera, pois espera chegar ao octógono do UFC mais cedo ou mais tarde.

“Tenho 30 anos, tenho uma ótima educação e acho que demoro dois anos para conseguir o que preciso [experience wise]”, disse Alencar. “Meu foco principal é o UFC. Por causa da minha formação, não quero perder tempo me recuperando e estou muito focado no que quero e no que minha equipe espera de mim. Tenho uma equipe de sete ou oito pessoas que me ajudam [in all facets of MMA]trabalhando com campeões mundiais e caras tops para fazer as coisas darem certo.

“Eu definitivamente sei que meu objetivo será três ou quatro lutas e depois chegar ao UFC.”

Leave a Comment