‘Quero receber mais’ – Kaynan Duarte não tem certeza se disputará o Mundial da IBJJF em 2022

Olhando para as chaves do Mundial da IBJJF 2021, havia muitos novos faixas-pretas prontos para conquistar seus primeiros títulos, mas também havia veteranos prontos para adicionar mais um título às suas coleções. Um desses veteranos foi Kaynan Duarte da Atos Jiu-Jitsu. Desde que recebeu sua faixa-preta em 2018 no topo do pódio mundial após uma corrida pelo título de faixa-marrom, Kaynan se tornou uma força dominante na divisão de pesos pesados. Venceu Pans da IBJJF, Pans No-Gi, ADCC, Abu Dhabi Pro, Spyder Invitational e muitas outras competições importantes.

Apesar de ter conquistado o título mundial de kimono em 2021, Kaynan se concentrou muito mais no sem kimono. Ele competiu no Subversiv, Road to ADCC e Who’s #1, mostrando novas rugas em seu jogo. Seu investimento no jogo de chave de perna também valeu a pena, com três ganchos de calcanhar e uma finalização no bezerro em 2021. Parte do interesse de Kaynan em não -gi play pode ter a ver com a compensação, ou a falta dela, que ele recebeu na competição. Eu estou. Atualmente, a IBJJF oferece prêmios em dinheiro para seus campeões mundiais e vencedores do Grande Prêmio, que também acontecem apenas uma vez por ano como parte do evento World Masters. Os campeões mundiais de 2021 receberam pagamentos com base no tamanho de suas respectivas chaves, com um pagamento potencial máximo de US$ 7.000 para uma divisão com mais de 33 competidores. O vencedor da divisão absoluta atualmente recebe $ 10.000, então o pagamento total máximo para um vencedor da divisão e absoluto é de $ 17.000.

Recentemente, muitos atletas se manifestaram mais sobre a falta de compensação da IBJJF. Em entrevista a Vitor Freitas via VF Comunica, Kaynan Duarte abordou essa questão.

“Ainda não sei se vou lutar o próximo Mundial em 2022”, disse Duare (Tradução de Vitor Freitas). Eu não sei se isso vai ser algo que eu pretendo, sabe? Quero receber mais, ter mais apoio. A recompensa certamente poderia ser melhor. O que eles (IBJJF) pagam não é nada, sabe? Fiz sete lutas no evento deles. Eu lutei porque eu quis, sabe? Eu luto porque quero. Quando eu não quiser mais lutar, não vou lutar mais. Eles me ajudaram de alguma forma, com certeza. Onde estive e estou hoje é graças à IBJJF. Não posso deixar de agradecer. Mas uma luta que faço em outro evento, ganho três ou quatro vezes mais do que ganho no Mundial. Ganhei $ 5.000 no Mundial. Numa briga com o Meregali, eu ganharia muito mais dinheiro, sabe? Uma grande luta. Esses $ 5.000 não pagam nem pela minha preparação.

Com base nesses comentários e na campanha sem kimono de Kaynan em 2021, é justo supor que provavelmente o veremos se concentrando na categoria de peso do ADCC de 2022 e nos títulos definitivos, onde ele poderia ganhar US$ 10.000 pela divisão de peso e US$ 40.000 pelo absoluto.

A entrevista completa (somente em português) pode ser encontrada abaixo:

Leave a Comment